30 de ago de 2012

A sabedoria de Cora Coralina

http://blogdoconsa.blogspot.com.br/2012/07/palavras-de-cora-coralina.html

25 de ago de 2012

"Fim do Mundo"

Realmente...

Eu não tenho medo que o mundo acabe em 2012. Eu tenho medo que o mundo continue assim sem mudar em nada!

24 de ago de 2012

Como é difícil sossegar minha veia cigana

Ai que me dá, de tempos em tempos, esta vontade louca de mudar de ares: de cidade, de emprego, de clima etc.

http://1.bp.blogspot.com/_shVREfar6WE/TNNsh62vC2I/AAAAAAAAAAU/B6oMTu213zE/s1600/ciganos.jpg

Mas já me mudei tanto ultimamente que minha vitória é ter [quase] sossegado o facho neste vida não-nômade.
[e não é que meu bisavô era cigano mesmo?]

21 de ago de 2012

Andarilha

Este devia ser o meu sobrenome...sempre tive um "quê" com a vida nômade.
Quando falo isso as pessoas logo pensam em uma mendiga. Acho estranha esta associação, apesar de muitos, ou a maioria dos andarilhos serem mendicantes, mas muitas ordens monásticas também eram/são e ninguém diz nada.

http://4.bp.blogspot.com/_BJYVlhJFNpc/SjfuELM6-dI/AAAAAAAAFz0/z_7NItb1M1o/s400/andarilho.jpg
Falando em estranha, hoje estava pensando em como as pessoas são estranhas, pelo menos para mim. Eu devo ter uma daquelas síndromes autistas em que a pessoa percebe os outros seres humanos como difíceis de decifrar, estranhos em suas ações e reações, etc...
Eu gostaria de ter um emprego braçal., nada intelectual, nada de ser obrigada a ler (amo ler, mas sem obrigação),  de ter que participar de disputas de egos, nada disso...queria ser jardineira e ir alegremente pra casa, a pé, com as mãos grossas e poder me dedicar ao que realmente quero: VIVER!

20 de ago de 2012

Risadinha

Adoro pássaros. Soltos.
Não sou grande conhecedora, mas gostaria de saber distinguir vários cantos e passarinhos.
Um que eu conheço bem e não ouvia, desde que saí de POA, era o Risadinha (Camptostoma obsoletum). O canto dele parece uma sucessão de pequenas risadas.
Agora, estudando, ouço a figura e vou na janela conferir. É ele mesmo e ainda foi se exibir bem na minha frente. É um privilégio ter este espetáculo!
http://4.bp.blogspot.com/_fo-oJ4aNR_4/SP75KIdzcFI/AAAAAAAAAqs/nVw5uDRbioQ/s320/IMG_2393-b.jpg
Mais fotos

19 de ago de 2012

De repente, sem aviso, a Primavera se atravessa na janela

De um dia para o outro este Ipê Amarelo floriu desavergonhadamente na minha janela

18 de ago de 2012

Trilha Zimmerman - Ronai: exploratória, inverno, noite e chuva

O dia estava nublado e tinha ventado muito de manhã, a impressão é que ia chover. Este grupo não se encolhe com chuva, mas sabe como é...Eu estava num dilema de ir ou não ir e acabei indo, afinal, adoro caminhar, é meu freje, minha cachaça e todo mundo merece um descarrego da semana, né?
Foram poucos caminhantes, mas a trilha foi boa demais, bem mais pesada do que eu imaginei. Tava abafado e teve muita subida. O percurso era, em boa parte, exploratório, ou seja, caminhos antes nunca trilhados. E lá fomos nós!
No começo, terreno com leve inclinação e uma multidão de bergamotas madurinhas


Olha as bergas aí!


Mais para o fim, caminhos mais fechados e muito bonitos [eu, testando a nova pochete, de camiseta laranja]


Encontramos um pé de bergamotas bebê (mini-bergamotas), a coisa mais amor, olhem o tamanho!


Não se enganem, não eram bergamotas sub-desenvolvidas, eram mini-bergamotas, todo o pé era assim

Os gomos mal são do tamanho de uma unha

São doces com um leve toque ácido, muito perfumadas

No caminho também provei um limão-cravo (ou limão-bergamota) bem madurinho, com a casca se soltando bem fácil da fruta, ácido, mas sabe que me deu uma energia extra?!
No meio da trilha, na hora do lanche, começou a chover fraco e foi assim até o fim.
O momento emoção foi a passagem em uma pinguela pra lá de tremelicante e que, confesso, deu medinho hehehe
Terminamos a trilha já no escuro e percorremos boa parte da finaleira de noite.
Muitas emoções...
Um sábado perfeito! A vida é bela, apesar de tudo.
p.s.: a caminhada foi feita partindo da localidade de Três Barras, distrito de Arroio Grande, Santa Maria

16 de ago de 2012

O que falta em Santa Maria

Já disse e redisse que amo Santa Maria, mas sinto falta de:
  • mais supermercados, muitos mais, as filas são imensas SEMPRE! E alguns (leia-se BIG) atrolham seus corredores com pilhas de mercadorias, fica apertadíssimo e irritante circular lá, tem que escolher só os horários de pouco movimento;
  • um Zaffari pelamordedeus!!!!
  • China in Box;
  • Habibs;
  • franquias de alimentos diferentes: http://www.frutosdobrasil.com.br, http://www.secale.com.br/,  Frozen Yogurt etc;
  • mais feiras livres e mais fruteiras.
 E TENHO DITO!

14 de ago de 2012

Totalmente desmemoriada

http://1.bp.blogspot.com/-H-B0E9QP3Dg/T1r29p6Wn8I/AAAAAAAABgU/DOdFFgUH8PU/s1600/enlouquecer+vet.jpg
Ai, gente, às vezes eu tenho medo de estar desenvolvendo um Alzheimer, sabem? Ligo agora pra vet e:

eu: tô com resultado da ultra da Mel, como é que a gente faz? Recebi tua ligação na semana passada.

vet: é que eu ia te avisar das vacinas da Benta e da Clara. Como está a Mel?

eu: bem...come bem...só muito atacada das vias aéreas, me parece mais no nariz o entupimento.

vet: ela continua com a medicação?eu: sim, claro, estou dando o...o...o...aquela, sabe? Termina em -il, não é benzetacil, glamucil, não este é para intestinos, ou não? Gla, gle, glo...benze...ah...aquele broncodilatador.

vet: sim, sim, sei....[já devia estar pensando, quem precisa de médico é esta desmemoriada que vos escreve]

eu: mas quando coloco as gotas no nariz...aquelas, gotas...parece que termina em -il tb, bem famosas, que humanos usam, mas pra Mel é infantil, a-que-laaaaas...Bem, quando coloco as gotas ela parece mais aliviada, por isso acho que é mais nas vias aéreas superiores.[e por aí vai a conversa].

Tô muito mal?

13 de ago de 2012

Conto Zen: "é mesmo?"

Ainda chego neste desapego ao bom e ao ruim. Dizem que os iluminados caminham no mesmo passo, seja no inferno ou no céu. Eu ainda me perturbo com más atitudes dos outros. Não são minhas, afinal. Pelo menos, me perturbo cada vez menos (na intensidade e na duração...).
......................................................................
Uma linda garota da vila ficou grávida. Seus pais, encolerizados, exigiram saber quem era o pai. Inicialmente resistente a confessar, a ansiosa e embaraçada menina finalmente acusou Hakuin, o mestre Zen o qual todos da vila reverenciavam profundamente por viver uma vida digna. Quando os insultados pais confrontaram Hakuin com a acusação de sua filha, ele simplesmente disse:
É mesmo?
Quando a criança nasceu, os pais a levaram para Hakuin, o qual agora era visto como um pária por todos da região. Eles exigiram que ele tomasse conta da criança, uma vez que essa era sua responsabilidade.
É mesmo?” Hakuin disse calmamente enquanto aceitava a criança.
Por muitos meses ele cuidou carinhosamente da criança até o dia em que a menina não agüentou mais sustentar a mentira e confessou que o pai verdadeiro era um jovem da vila que ela estava tentando proteger.
Os pais imediatamente foram a Hakuin, constrangidos, para ver se ele poderia devolver a guarda do bebê. Com profusas desculpas eles explicaram o que tinha acontecido.
É mesmo?” disse Hakuin enquanto devolvia a criança.
http://blog.orangotangoloja.com.br/?p=2830

12 de ago de 2012

Homenagem ao Pai "Popeye"

Meu pai era marítimo. Marítimo, não marinheiro. Fui criada com a terminologia da Marinha...mercante. Toda a família do pai era de marítimos e, nesse meio, marinheiro é aquele que faz os trabalhos mais pesados, limpa o convés, etc. Já marítimo designa toda a categoria.
O pai adorava o Popeye, nem precisa falar porque né? Nestes últimos dias tem me batido uma saudade imensa de meus pais. Gostaria que eles compartilhassem e vissem como está a minha vida, queria passear com eles, etc. Não era absolutamente perfeitos, mas estavam ao meu lado, torciam por mim, eram a minha retaguarda, eu podia contar com eles, não precisava nem pedir. Depois que os pais morrem a gente pode contar com muito pouca gente ou, quase, ninguém. Pelo menos, esta é a minha experiência.

http://youtu.be/e3J1y9z7Ib0
Um agradecimento enorme aos meus pais e que, se fosse possível, esta gratidão chegasse na forma de bençãos para eles. Dentro de nossas limitações humanas, eles fizeram o que podiam e sou muito grata por isso. Pena que na nossa cultura pouco respeito, em vida, e honra, na morte, se dá aos nossos antepassados. Bem fazem outros povos que prezam seus antecessores.
http://1.bp.blogspot.com/-tDgmJ3jqJ8A/T8vOCbj273I/AAAAAAAAA3k/3QTHMwAEqq0/s1600/altar-tibetano.jpg

11 de ago de 2012

A Liberdade da simplicidade

Algumas pessoas pensam que minha vida, por ser dedicada à simplicidade e ao serviço é austera e sem alegria. Mas, essas pessoas não conhecem a liberdade da simplicidade. Eu sei o suficiente sobre os alimentos para nutrir meu corpo adequadamente, e gozo de excelente saúde. Desfruto a comida mas como para viver, não vivo para comer e sei quando parar de comer, não sou escrava da comida. Minhas roupas são muito cômodas e práticas. Meus sapatos, por exemplo, são feitos de tecido macio e solas de borracha, com eles, sinto-me livre como se estivesse caminhando descalça. Não sou escrava de moda, não sou escrava do comodismo. Posso dormir igualmente bem numa cama macia ou na grama à beira da estrada. Não estou sobrecarregada com posses desnecessárias ou atividades inúteis. Minha vida é plena e boa, mas não sobrecarregada e faço meu trabalho alegremente. Sinto beleza ao meu redor e vejo beleza em todos os que encontro, (...). Peace Pilgrim

http://www.cantinhodaluz.com/wp-content/uploads/2011/05/Peregrina-da-paz.jpg

10 de ago de 2012

Mel "fofolete"

Acordo 3h30. Completamente satisfeita de dormir, ok, dormi cedo ontem, mas 3h30!
Levanto às 4h, cansada de ficar na cama.
Varro a casa, arrumo o quarto, dobro roupas, lavo e guardo louças, tomo café, vejo e-mails, arrumo a cozinha, troco a areia dos gatos, coloco o lixo nas lixeiras, tomo banho, organizo todos os vasinhos com cactos (replanto, adubo, etc.), ufa! Deve ser já umas 9h, tenho que me arrumar pra levar a Mel pra fazer ultrassonografia.

São 6h...
Não me resta alternativa senão lapidar a disciplina EaD para quando a greve acabar. Procuro e assisto vídeos que serão bons pra disciplina, releio os textos existentes, uns ficam, outros não, alguns novos são colocados, me distraio um pouco no Pinterest, coloco mais um gadget no blogue, vejo se tem alguém no MSN (não tem), não entro no Facebook porque anda muito chato, leio algumas biografias, mando mails pessoais, retorno pra disciplina, trabalho e, FINALMENTE, já são 9h!!
As gatas estão me seguindo desde que me levantei, com fome, pobrezinhas, mas como Mel tem que ir em jejum, todas entram em jejum. Me arrumo, taco a Mel na caixinha, já generosamente forrada com jornais, e na saída deixo os potinhos pra Benta e Clara Francesca.

Toda saída de casa com a Mel é um estresse. Ela se cocoza, sempre, e às vezes vomita. Pego o táxi e o coitado do motorista, devia ser alérgico, pq ele vai fazendo um barulho estranho no nariz. Opa, espera, não precisa ser alérgico a nada, eu quase mal respiro quando ele para nas sinaleiras, a fedentina está de matar MEESMO, não precisa ter alergia, parece um ácido corrosivo da mucosa nasal. Ai, corre, motorista, com as janelas abertas, por favor, acho que vou desmaiar.
Chegamos! E aqui um relato todo especial. A Mel é uma fofolete!

Depois de ficarmos uns 20 min na sala de espera e empestear o ambiente, eu ficando sem ar e uma senhora com um "pudou" fazer os mesmos barulhos estranhos que o motorista de táxi, chegou a hora de fazer o exame. Vet pergunta se ela é braba...HAHAHAHA...tadinha...a Mel é um doce, já diz o nome. Tiro a caca da caixinha de transporte, com muito cuidado, com movimentos ninjas pra não feder mais ainda e estamos prontas. A vet já conhecia a Mel, mas não lembrava, faz mais ou menos um ano que estivemos lá pra outra ultrassonografia.

Chama a atendente pra segurar as pernocas, enquanto eu seguro as patas dianteiras pra depilar a barriga e Mel lá, quietinha. Começa o exame e aquele gel gelado na barriguinha de vaquinha malhada da minha gata madura. Mel disfarça a "roupa de gato justa", só olha pros lados, pras paredes, pra tudo. Vet e atendente absolutamente encantadas com tanta doçura (quem não fica?). Exame demora e demora, vira Mel prum lado, vira Mel pro outro. E Melita com aquela carinha maravilhosa de curiosa, olhos grandes, arregalados, olhando pra tudo...Vet e atendente se derramam em elogios pra uma gata tão mansa, dizem que nunca tinham visto uma felina tão comportada.
E aí eu percebo a grande verdade: Mel não é uma diva (diva era a Rutha). MEL É UMA LADY!!! E, é claro, uma lady se comporta bem em qualquer ocasião, agradável ou não. Não há vet, nesse mundo, que não tenha elogiado a meiguice, calma, mansidão da minha tigrada. Queridona, és uma lady! Uma lady não se mistura com a gentalha, claro, como eu não percebi?!
Exame feito, volta pra casa e um potinho de K/D pra minha peluda de barriga raspada, pra compensar.

Mel: eu vou dormir para o fim de semana chegar mais rápido, a mamis se curar deste surto de euforia e para meus pelos crescerem logo. Uma dama de barriga de fora, cruzes, isto é coisa de "cachorra"!
..................................
Além deste momento de epifania de que a Mel é uma lady, depois de dar a ração, voo as tranças, ok, não as tranças, mas os cachos e me vou para o turno da tarde. Fiz mil coisa e, gente, não são nem 18h ainda. Que dia compriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiido!!!!

Mel: alguém segura esta mulher, pelo amor de Bast, dá uma água de Melissa pra ela...Preciso de sossego para meu sono de beleza capilar felina. E, que vergonha, ela publicando minhas fotos na Internet assim, seminua! Constrangedor!

6 de ago de 2012

Gato-novela

Adoro fazer "foto-novelas", de qualquer foto, com humanos ou bichos.
Lá vai uma, pra descontrair a 2f.
Benta: pareço até a gagá da mamis...O quê eu vim fazer aqui mesmo?
Benta: Ah é, tomar água! Preciso me hidratar, fazer arte caaaansaaaaa...
Clara Francesca: Eu sou uma princesa, só fico do lado da mamis, vendo vídeo. Coitada, ela não se toca que tá gorda demais e a gente fica espremida aqui nessa poltrona tsc...tsc...tsc...
Benta: E aí, ala geriátrica, já me hidratei, vai encarar?
Mel: meu olhar 43 pra ti, fedelha hiperativa. Na escola que tu estudastes eu fui expulsa, tá?
Benta: ah é, vovó? Vem, vem!
Benta: e aí?
Mel: qualé!

4 de ago de 2012

Volta Geekcats!

Em tempo de tantas notícias tristes, estamos engajados na campanha pela volta das tirinhas dos Geekcats #VoltaGeekCats

Já disse, neste blogue, que adoro cartuns, charges, etc., principalmente com gatos. E se é para deixar a Internet mais leve e gostosa estou aderindo!