20 de jun de 2013

No, I'm not going to World Cup

Não é ser contra eventos esportivos, mas contra a forma como as coisas estão sendo orquestradas (além de eu não gostar de futebol).



2 comentários:

  1. Durante os anos 80 e início dos 90, fui fanática por futebol, gremista até o fundo da alma.
    Desde que entendi que tudo aquilo gira em torno de dinheiro, passei a ignorar qualquer tipo de esporte profissional.
    Um dos meus ídolos continua na ativa e por coincidência é técnico da Seleção Brasileira de futebol, o Felipão ah, e também o Tite, acho que hoje é técnico do Corinthians (ambos pelo que fizeram no Grêmio).

    ResponderExcluir
  2. Quem é meu seguidor(a) sabe que amo futebol mas desde o início das tratativas questionei se seria oportuno realizar as copas e a olimpíada aqui no Brasil com tantas necessidades do povo a gritarem alto e bom som. Enfim, não fomos eficientes nas nossas criticas à época. As manifestações que estão ocorrendo são oportunas, legítimas e devem levar nossos "representantes"(?) a uma reflexão, não achas?
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!