30 de jun de 2013

Mais frio do que o ano passado

Não anda horrível de frio mas, certamente, este ano está mais frio do que o ano passado. Alternamos dias com menos de 5 graus (frio) com outros, em média, com 10, 11, 13 graus (fresquinho). A gata do cartum me lembrou a Clara Francesca, gorda e branca, mas a minha sebinho não iria deitar no chão. O lugar, clássico, dela, é nos meus pés na cama. Aliás, a cama é o lugar que ela mais ama, dificilmente sai de lá!

Tá tão frio aqui...e o aquecedor está no máximo!

28 de jun de 2013

Aí a gente pensa que tudo se assentou, que...


  • pode pendurar as chuteiras;
  • o caminho vai ser plano e reto, daqui por diante;
  • vai ser tudo uma longa e mesma rotina,


E quando eu achei que já tinha vivido tudo, vem a vida e mostra que é apenas o começo
*CABUM!*
Vem algo e nos desestabiliza.
Acontece com vocês também?

24 de jun de 2013

Amigos são bem vindos...e é isso!

"Quando o Boddhisattva vê claramente o vazio dos agregados, livra-se de todo o sofrimento, ele ainda sabe como é a dor do outro. Assim como você, que vê uma pessoa tendo um pesadelo. Ele sofre, geme, sua, você vai lá, sacode o ombro, acorda, ele leva um susto, acorda de um sonho. Ele livrou-se de um sofrimento. Mas aquele sofrimento era real. O sofrimento mesmo imaginário, é real. Os sofrimentos de todos os seres do mundo são reais embora todos eles sejam sonhos. E não adianta dizer que vai passar. Tem que trazer a pessoa para a realidade, para que ela possa acordar do sonho, que é a única solução definitiva. 
Por isso às vezes o que a gente diz é muito duro. Há que trazer a pessoa para a racionalidade, mas às vezes não há como retirar o sofrimento. O sofrimento vai continuar lá porque o sofrimento é emoção e não é racionalidade."


Acho que a minha felicidade causa estranhamento nos outros. Não é aquela coisa espalhafatosa, de voz alta, de gargalhadas, de exibição. É um ser feliz "na minha", quentinho, mas não em fogaréu, simples, satisfeito com minhas coisinhas e minha vida. Não é um estado constante de sorrisos, é altos e baixos, é entusiasmo e desânimo se alternando, assim como os dias e as noites se alternam sem comprometer a vida. Mais espanto causo que não procuro muito do que a maioria procura, não me sinto só, não acho que ninguém complete ninguém ou seja o divino portador da realização a não ser eu mesma. Se é para me julgar, competir, criticar, tentar consertar, me colocar em caixinhas, rotular, me tornar "normal", esperar um comportamento pasteurizado e coisas do tipo, melhor nem chegar. A liberdade que usufruo tem consequências e eu, de boa vontade, arco com elas. Podem me apontar na rua e nos corredores, cochicharem como se eu não soubesse, me tratarem como a estranha e esquizóide que eu, sinceramente, já passei, e muito, da fase de ligar para isto. Conquistei um dos maiores bens que se pode ter na Terra: tenho paz dentro de casa. O que muitos dariam quase a vida para conseguir, em geral não me causa nem coceira. Então, amigos são bem vindos, mas não queiram me encaixar nas engrenagens, aí é que eu vou espernear. E quem quiser partilhar da minha caminhada que saiba que não quero heróis, salvadores ou príncipes encantados, muito menos patrões. Se é para criticar minha inabilidade matemática, minha convivência com as gatas, o jeito que eu me visto, meu corpo, minha rotina, o que eu como ou deixo de comer, meu amor aos animais, minha busca espiritual e outras coisas mais, fique na sua, não sou eu a tua parceira. Se acreditas em joguinhos, em velhas e desgastadas fórmulas de convivência, nem se aprochegue! Não fui feita para ser cabresteada, não estou pela metade, não estou estragada, amargurada ou infeliz, bem pelo contrário. 


Parceiros, lado a lado, são bem vindos, mas quem vem com espírito de conquista é melhor apostar em outra pessoa. Compartilhar vida é ótimo, mas as frases feitas de "é impossível ser feliz sozinho" (referindo-se somente a relacionamentos românticos) são bestas e as pessoas reproduzem boca afora como se fossem máquinas e acéfalos. Tem tanta gente no mundo e tantas possibilidades de relacionamento possíveis!
Vamos ser felizes, gente, esta vida é uma, igual não vai ter, vamos nos encarnar, tomar posse de nós mesmos e não vivermos pelos outros, mas COM os outros!
Falei e disse *hehehe*

23 de jun de 2013

20 de jun de 2013

No, I'm not going to World Cup

Não é ser contra eventos esportivos, mas contra a forma como as coisas estão sendo orquestradas (além de eu não gostar de futebol).



14 de jun de 2013

O que te faz feliz?

Curtir minha casa
http://3.bp.blogspot.com/_QNGefPo-pgg/Suj73Xx3ejI/AAAAAAAAARE/UemQLKFtq2w/s400/1.jpg

Sol nos pés, escalda pés, massagem nos pés, mexer os pés na areia, colocar os pés na grama, pés, pés, pés
http://2.bp.blogspot.com/-_7C1GUvUjBM/UTkgYMfY5UI/AAAAAAAAMwc/1TBFU1Xw3AU/s1600/decoracao-das-unhas-dos-pes+(3).jpg


Ficar com as gatas, implicar com elas, ver as peraltices...
http://menosde100.com.br/wp-content/uploads/2012/03/GATO1-e1331223577959.jpg

O santo aconchego da minha cama!
http://4.bp.blogspot.com/_yuoj7z1H__Q/TSZJFS86iKI/AAAAAAAAAxA/MZqVsAHtkMs/s400/dormir.jpg

Chimarrão
http://spa.fotolog.com/photo/58/49/122/mrssilva17/1319179352722_f.jpg

Cafuné
http://1.bp.blogspot.com/-jYofMMd_yIo/US5rAOpdhVI/AAAAAAAAT7U/GNFmC0v1rRM/s1600/corujfuneb+(1).jpg

Massagem
http://cuidardecrianca.com.br/wp-content/uploads/2009/03/shantala.jpg


Natureza: meio do mato, cachoeiras, trekking, caminhadas, silêncio, cheiro de terra molhada

São tantas pequenas coisas e, algumas, eu tomei consciência escrevendo a postagem. Me faz feliz: ler um bom livro, as roupas secarem bem e rápido, comer bergamotas e laranjas ao sol, devorar uma baciada de salada ou de frutas, ter um teto, poder ver em cores, tanta coisa...

http://www.mensagemespirita.com.br/uploads/posts_file_foto/be-happy-7gfxsotfb-85686-480-320_(1).jpg

Olhe que a única maneira de, na vida, ser feliz, principalmente os seres como você, de uma grande sensibilidade, de uma extraordinária imaginação, é construir-se um lar bem doce, bem cheio de luz onde, longe do mundo, se possa amar, se possa trabalhar, se possa viver.
E, aí? O que te faz feliz?

11 de jun de 2013

Era uma vez um arranhador ainda com um brinquedinho inteiro


dá pra ver que ainda existe um brinquedinho em forma de bola com uma pena na ponta...

10 de jun de 2013

Era uma vez um arranhador...inteiro


uma dia, em um passado muito distante, quando o brinquedinho do arranhador estava intacto (ou quase)

8 de jun de 2013

O Chamado da Floresta

Ontem à noite eu li O Chamado da Floresta de Jack London.

http://3.bp.blogspot.com/-RYaqDelwjcg/TvkXBr38d2I/AAAAAAAAANk/-Z_DlkafmXQ/s320/o_chamado_da_floresta_nova%25281%2529.jpg

Primeiro, adorei! Li o livro "em uma sentada", como se diz aqui. Gostei pelo livro que, de uma certa forma me surpreendeu. Imaginei uma coisa meio mística (apesar de podermos dar este sentido), pensei que a história ia ser meio psicodélica, mas não. É um enredo bem dinâmico, onde a maioria dos personagens, com exceção de um, entram na trama e saem. Me emocionei no fim. A gente realmente tem a sabedoria de todos nossos ancestrais dentro de nós, acredito que deva haver uma memória ancestral/genética. Se nos são transmitidas características físicas e psicológicas deve ter um fiapo de memória de todos os que viveram antes de nós que se perpetua.
Outra coisa que me fez bem foi ler um livro não técnico. Sempre gostei, gostei não, amei, adorei ler, mas ultimamente andava desacorçoada. Talvez pelo cansaço mental, sei lá. Estava até meio triste de pensar que poderia ter perdido o jeito para a leitura. Gente eu lia MUUUUUUito! E assim, devorando um livro em um ou poucos dias. Eu não consegui largar este livro até terminar e foi bem cedo, por volta da meia noite.
Também me levou a refletir sobre algo que venho pensando faz um tempo: o chamado de cada um. Eu já senti o meu e já o identifiquei. Agora é traçar estratégias para cumpri-lo na íntegra (já estou na trilha).
Recomendo. Boa leitura!

7 de jun de 2013

FELICIDADE É NÃO TER DOR

Esse é um de meus lemas, vivo repetindo e, para mim, é verdade!
Depois de noites problemáticas, com dor, passei uma bem (na base do analgésico, mas bem) e dormi profundamente, me renovei!

http://3.bp.blogspot.com/-iJLSwhCMFDM/UVOLhc7vROI/AAAAAAAAH3U/sTtftmFHNEA/s1600/dc82e058924f04e83949480e8195b390cae627e1.jpeg

Então, amigas e amigos, se tu não tens dor, faz umas mil genuflexões, te ajoelha, abre a janela e grita: 

GRAÇAAAASSSSSSSSS!!!!

Não tendo dor o resto é o resto, o resto é bobagem. Quantos agora tem $ mas não podem mandar a dor embora? Então seja feliz, simplesmente não tendo dor. E tente não se lembrar disso só na hora em que o calo aperta, mas cada dia em que consegues respirar, andar, se mexer, comer, tomar água etc.

"Tem que cuidar deles, não comer!"

Ai, gente, que coisa mais fofa e sábia!!! Emocionei!

6 de jun de 2013

Mel, a velhinha serelepe

Ontem comprei um remédio e deixei uma tirinha no chão pra Benta e Clara brincarem. Brincaram. Hoje escuto aquele barulho típico de unhas escorregando no chão e penso que é a Benta. Não, Benta está em cima da mesa tirando um ronquinho. Quando olho tenho uma grata surpresa! É a dona Mel, gente, brincando!!! Ela, depois da maturidade, até brincava, mas nada tão espalhafatoso assim. Fiquei super feliz em ver minha companheirinha toda saudável e ágil!
Foi gravado agora, de noite, está bem escuro e precário, mas dá pra ver. Cliquei nas melhorias automáticas, mas só aparece mais tarde:

5 de jun de 2013

Redobrem as orações


  1. Acho que a lavadora de roupas estragou.
  2. Dor de dente infernal na madruga, ida ao dentista de manhã, tratamento de canal agendado [por enquanto só dente aberto e paliativo de Amoxilina].


http://dreduardo.files.wordpress.com/2008/08/dente.jpg
Anestesia passando, não sei se aguento até 2f pra começar o tratamento...
Que ano é esse, hein?!

2 de jun de 2013

Gata preta

Pra finalizar o feriadão com chave de ouro resolvo tirar uma sesta.
Resolvo não, simplesmente fico dopada de sono de tarde.
Tempo agradável, solzinho, não muito frio e me enfio debaixo das cobertas com as peludas.
Olhem o detalhe do sonho:

http://3.bp.blogspot.com/-6XF6nbpBKXs/UWLs3cZ11uI/AAAAAAAAGnE/DpBY1E06B-g/s320/black-cat.jpg

Gatas correm de um lado para outro, menos Mel, dormindo como sempre, e eu estranho que estão por demais agitadas. Daí, vou no banheiro, a Benta está no boxe, derramando o pote de água (até aqui o sonho parece um dia normal hehehe) quando chega a Clara Francesca bem destrambelhada e agitada.

http://blogmundopet.files.wordpress.com/2012/02/gato_preto-17.jpg

As duas ficam olhando para dentro do boxe e sai de lá, bem calma, uma gatinha preta, adolescente. Muito mansinha eu pego no colo e percebo que ela tem um lindo pelo preto, mas intercalado com um ou outro fio branco, muito bonito. Me emociono e já vou ver se é menina, mas ela é tão pretinha que não consigo. Digo que as outras duas estavam incomodando, Benta só cheirou e Clara que saiu correndo. Resolvo que no outro dia vou levar na clínica veterinária aqui da frente de casa e fico preocupada que ela possa ter alguma doença. No meu pensamento digo: ah, se for menina eu vou ficar com ela, afinal, se conseguiu entrar em um apartamento alto e todo telado é que era pra ficar comigo. Fim do sonho.

http://3.bp.blogspot.com/-6amwurE6juM/TtZE6LUKHwI/AAAAAAAAGrc/xZ9NgleZs78/s1600/Ben%2BHeine%2B-%2BBlack%2BCat%2B-%2BArt%2B-%2BPhotography.jpg

Sonhar com gatos (única análise que gostei): "Sonhos com gatos, e sua análise, dependem muito da nossa relação com eles na nossa vida quando acordados. Um gato é um animal sábio, mas inquietante. Eles se bastam. Eles só amam a quem eles julgam  merecer."