8 de dez de 2010

Cabo Verde: ilha do Sal

Todo mundo falava de como eram bonitas as praias do Sal, tal e coisa, coisa e tal...Bem, como direi...tive um certo impacto logo no aeroporto. A vista era a mais árida de todas as ilhas e de uma planura quase total. Na capital, Espargos, estava um calor acachapante e tivemos alguma dificuldade em encontrar um restaurante com vaga e o que encontramos estava com estoques reduzidos de bebidas e, até, de algumas comidas e sobremesas. Interessante vistar é a salina, na cratera de um vulcão (dito inativo), onde os estrangeiros, principalmente europeus, vão tomar banho. Sim! Tomar banho! Disseram para eles que a água é medicinal e, me desculpem, mas não acredito que não fique um suquinho de gente no sal. Por mais que me afirmassem que a área de secagem do sal e a de banho não se comunicavam eu custo a acreditar, pois eram uma ao lado da outra. Outro passeio legalzinho é ir até a cidade de Santa Maria. Simplesmente os europeus "plantaram" um pedaço da Europa na ilha do Sal, parece um oásis de luxo. É o point! Ah...não posso deixar de registrar que fomos muito bem recebidas e ciceroneadas na ilha pelo Portugal, um simpático aluno e professor de uma das escolas locais, educado e gentilíssimo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!