24 de mar de 2011

Velhos e surrados discursos: crianças abandonadas ou animais?

Boa parte deste texto foi retirado de meus comentários no Facebook (FB) sobre a eterna e cansativa questão que as pessoas, incomodadas com o ativismo de quem ama animais, põem: por que não cuidar de crianças abandonadas?

Um dia ainda vou analisar alguns discursos sobre animais, um deles é esse que se repete ao infinito e é excludente: ou se ama e cuida de crianças ou se ama e cuida de animais. Por que sempre este contraponto? Ou um ou outro? Não seria mais produtivo cobrar o que é devido às crianças dos seus responsáveis? Quem abandona crianças? Por quê? São criminalizados? O que o planejamento familiar pode evitar? Quem ama e cuida animais já está se preocupando e indo atrás destas questões...
Outro ponto: é interessante notar que boa parte das pessoas que falam sobre adoção de crianças não são adotantes, em contrapartida a maioria (se não todos) que estão militando pela causa animal são adotantes: gente que faz!!!

Em tempo: quando puder, quero me debruçar sobre o outro lado, das "protetoras" que prestam desserviço à causa, mas isso fica para depois de concluir o doutorado (já está na pastinha: a escrever).

2 comentários:

  1. É preciso quebrar essas idéias feias.

    ResponderExcluir
  2. Olá... postei uma materia hoje, sobre a atriz Betty Gofman, que atua em prol dos animais e que em parte tem tudo a ver o que diz aqui.

    Ela diz e eu faço coro... quem critica quem ajuda os animais geralmente são pessoas apáticas que não fazem nada para ajudar ninguem, nem causa alguma.

    BJinhos

    ResponderExcluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!