7 de mar de 2013

Crônicas da Benta: croc

Neste mesmo dia, há 3 anos eu iniciava uma história de amor relatada aqui e aqui. Iniciei a crônica das peludas e não continuei. Não são nem 6h, dormi mal exatamente por escutar, a noite toda, um chorinho de gato, vindo de um apto ao lado do meu (mas não é do condomínio) e me lembrei das noites mal dormidas com a Benta. Nossa, essa guria chorava, mas tadinha, devia ser fome da braba. Não sei como ela se criou. Eu tinha tido dezenas de gatos, mas todos os filhotes tinham suas mãezinhas para os cuidarem. A Benta era orfã e tão pequena e em péssimo estado. Eu era inexperiente nestes cuidados e segui a intuição e conselhos da lista Gatos. Buenas, sobreviveu e está aí, dormiu boa parte da noite comigo, nesta fase em que os dias estão mais fresquinhos.

a precariedade da "mamadeira"

Continuando: na época eu só tinha a Mel e tinha que apresentá-las uma a outra. Mel era rainha da casa e dona absoluta de minha vida. Benta era uma resgatada provisória (pensava eu), mas mesmo assim tinha que introduzir a minúscula na casa para soltar um pouco da sua energia. Nem fiz as etapas (entreabrir a porta um pouquinho, etc), abri, de vez, de manhã. Lembro da Benta com aquele caminhar de bebê magro achando tudo uma imensidão e a Mel profundamente incomodada e enojada com aquela pulga com pelos, até a Benta se aproximar e a Mel rosnar *fuzzz*. Desde lá a Mel foge da Benta como cristão da peste.

já mais grandinha em seu quartinho

Hoje em dia a Mel "tolera" a Benta, digamos assim, mas não são exatamente amigas de infância. A Benta, por sua vez, tem verdadeira adoração implicante com a Mel, sempre que pode faz tocaias, dá correrias em volta e se pecha com a pobre velhinha da casa. Quando era pequena o passatempo da Benta era dar uma corrida, um impulso e subir, sim, subir na coluna da Mel correndo. Cada uma!

OLHEM COMO ERA A RELAÇÃO BENTA - CROC


reparem meus dedões sendo caçados



OLHEM NO QUE VIROU (fotos de dias atrás)




Isso que, nas primeiras fotos, a Benta já tinha dado uma crescidinha. No início, ela entrava todinha na parte da frente do croc!!!
A infância da Benta ainda rende histórias, como da vez em que ela quase sumiu! Fique ligado(a) para os próximos capítulos (sabe-se lá quando...)

9 comentários:

  1. Benta querida, como és parecida com o Belo!
    Desculpe Cris, mas esqueci que o blog é teu e iniciei falando com a Benta.
    São adoráveis os filhotes, mas aposentei-me de acolher.
    Tudo tem seu tempo e o meu de acolhedora passou.
    Agora, é cuidar dos que aqui estão enquanto eles e eu tivermos "fôlego" e espero sinceramente poder estar com todos quando da terra se despedirem.
    A Mabel está linda, consegui pegá-la e fazer um pouco de carinho, conversar, aos poucos talvez deixe de ser feral.
    Continue contando as historinhas das "meninas".
    Beijinho,
    Beth

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode falar com a Benta, Beth, capaz que ela até responda hehehe

      Excluir
  2. Que fofura de bebê que a Benta foi! Eu adoro ver as fotos dos meus quando eram filhotes mas ainda os acho mais bonitos quando crescem e ficam com aquela cara de tédio...se bem que a Benta tem esses olhões enormes e curiosos até agora! Esses crocs são muito resistentes mesmo, o Barum já tentou morder e não conseguiu arrancar nenhum pedacinho!!!
    Vou esperar mais histórias das gatas!
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma das coisas que mais me chama atenção na Benta são estes olhos arregalados. Eu digo que limpei os olhos dela das remelas e ela nunca mais fechou, só pra compensar o tempo que perdeu não vendo o mundo hehehe

      Excluir
  3. Eu adoro o "antes e depois" dos gatos!! E eu acho que você acabou perdendo um Croc, pois virou um playground de gatos!! A Benta é linda, tem cara de ser bem alegre e ativa! Eu gosto muito desse azulado que eles têm! Estou doida pelos próximos capítulos!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Benta é a alegria e a energia em pessoa, quer dizer, em gata. Enquanto as outras dormem, ela zanza pela casa procurando uma arte pra fazer. É campeã de correrias, é uma figura!

      Excluir
  4. O que não faz um pouquinho de amor, boa ração e atenção?! Ficou uma lindezura!!!
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Ariana, tão pouco faz tanto! Imagina se a gente conseguisse se ajudar assim, entre a espécie humana...

      Excluir
  5. A Benta era e é uma beleza. Legal ver a relação dela com o croc, e notar como ela cresceu.
    Sabe que quando a Tixa chegou aqui em casa eu também não fiz adaptação, achei iludida que ela e o shake seriam amigos logo de cara...claro que não deu certo...ele ficou doente e fez muito drama, já ela estava tão feliz de ter um lar que nem ligou para a cara feia dele.
    beijos

    ResponderExcluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!