11 de mai de 2013

Coisas mais fofas os poeminhas do Borges, o gato

Agora um poema felino
Minha mãe passa o dia longe
Trabalha feito uma louca
Mas pra sempre se lembrar de mim
Deixo-lhe um pelinho na roupa


Agora um poema felino
Um gato é tanta beleza, tanta fofura
Das orelhinhas até as patinhas
É como se fosse um pedaço de nuvem
Andasse sobre almofadinhas


Agora um poema felino
Eu poderia consultar um dicionário
Falar algo difícil e monumental
Mas para declarar o meu amor
Só preciso de um MIAU!

6 comentários:

  1. Quanta criatividade!!!

    Amo esses poeminhas!!!

    Todos lindinhos.

    beijinhos,

    Lígia e =^^=
    ღ╮♥⊰✿⊱♥╰ღ╮♥⊰✿⊱♥╭ღ╯

    ResponderExcluir
  2. Que coisa, ando tão envolvida com os cachorros que não tenho quase tido tempo para curtir os gatos.
    Isso faz uma falta danada.
    Quando digo que cachorros são muito semelhantes a humanos nas suas necessidades, alguns não concordam.
    Os gatos, queridos, só nos trazem carinho mesmo quando derrubam os enfeites da casa!
    Beijinhos,
    Beth

    ResponderExcluir
  3. Eu amo o Borges! Ele é tão criativo, doce, fofo, engraçado que dá vontade de sequestrar!!! Estes poemas são uma delícia e o meu preferido é o último!
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu favorito também é o último

      Excluir
  4. Lindo poema felino.Como você,sou apaixonada por gatos.Tenho dois que são minha alegria.Beijos e um fim de semana maravilhoso fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lenira! Tentei retribuir no teu blogue, mas só usando o Google+ *snif*

      Excluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!