27 de abr de 2014

Síndrome de abstinência de natureza

Sinceramente?
Estou cansada das poses e dos compromissos obrigados.
De vender minha alma e meu tempo na terra por um salário fixo.
De não saber o que eu quero, ou de saber e ser algo tão simples e tão maluco que iria revolucionar a minha vida.
A indecisão cansa e esgota.
Vou ser sempre um ser tão inquieto e sem pouso?
Sou um bicho do mato mesmo, sempre me sentindo mais à vontade por trás das árvores e das pedras.
O blá blá blá das pessoas, eu não aguento mais; é muita superficialidade!
Sou um bicho do mato. Quero o sol nas plantas de manhã. Quero as mãos sujas da terra. Quero o caminhar ao som do vento e dos galhos balançando. Quero o cheiro de pão caseiro se espalhando no ar. Quero sentar e ficar assim muito tempo, contemplando, tanto tempo que os animais da mata nem me estranhem mais. Quero o lugar pequeno, limpo, onde as pessoas se conheçam e conservem onde vivem. Quero gente gentil, entre si, e com os irmãos animais.

http://4.bp.blogspot.com/-6ZopGfwXeLw/T58lIw-IJDI/AAAAAAAACAY/wcIMdYC738s/s1600/bicho+do+mato+Tiradentes_blog.jpg

4 comentários:

  1. I am creature of woods, too! I love relaxing at home, open window and enjoy bird singing :-)
    I have to work because I have to, but after that I rush to my sweet home!

    ResponderExcluir
  2. Eu também não aguento esses compromissos e essa superficialidade da sociedade e quero exatamente o mesmo que tu. Estou prestes a virar bicho do mato mas não vou encontrar tudo o que citaste lá. Como cantava Ed Motta, "o mundo é fabuloso, ser-humano é que não é legal" e mesmo no meio do mato a gente vai se deparar com pessoas ruins. Os meus futuros vizinhos já declararam que não gostam de cães e caçam quase todos os dias, sem contar as malditas redes que atravessam o rio de um lado a outro. Desculpa! Não quero te desanimar mas peço que não se iluda com relação as pessoas. Acredito que tenha lugares com uma vizinhança legal como descreveste mas no geral, as pessoas pensam assim: qual a utilidade deste animal para mim? Se esta árvore não serve pra nada melhor arrancar. Mato também não serve pra nada, tem que ter gado ou plantação. Tudo tem que gerar lucro, tudo tem que servir para alguma coisa. Vai atrás dos teus sonhos, Cris! Eu tô indo atrás do meu, mesmo sabendo que vou me incomodar. Boa semana!

    ResponderExcluir
  3. Pudesse a gente optar quanto a forma de viver, infelizmente precisamos conviver com falsidades, com compromissos e tudo o mais que uma vida em sociedade nos impõe. Um dia quem sabe as coisas mudem.
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
  4. Me leva junto??? Eu tb estou de saco cheio das pessoas. Não todas, mas a imensa maioria. Também sonho com paz, mato e sossego.

    ResponderExcluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!