11 de fev de 2012

Daqueles dias lindos

Depois de alguns dias levantando tarde, pra meu gosto, hoje, naturalmente acordei antes das 6h. Talvez consequência de uma noite fesquinha. Rituais de sempre: minha higiene, higiene e comida das gatas, botar água pro chima pra esquentar.
Comecei ouvindo rádio, gosto muito, e de manhã cedo tem muita rádio que toca música gaúcha. Depois peguei meu banquinho de preta velha, como chamo aqueles bem baixinhos, e me sentei na área. Desliguei o rádio e fui matear.

http://4.bp.blogspot.com/_X4sJ0lIZLyA/TRXNpScus0I/AAAAAAAAGHo/ka_Aj0m0PgE/s1600/Mateando+com+o+Jo%25C3%25A3o+de+Barro.bmp



Minha sacada dá para os morros de Santa Maria e fiquei ali, chimarreando, olhando a, ainda, noite e seus sons: cachorros latindo, alguns galos cantando, cantos de pássaro e o silêncio. Fiquei pensando que rezar é isso, apreciar a natureza, apreciar o todo. Sem palavras. Religião não vem de religar a Deus? Mais do que religado, a gente já está ligada quando consegue ficar assim, em silêncio, só sentindo. 17 graus tinha dado no rádio. Fresquinho, ar sem quase poluição dos carros, algumas revoadas de pássaros, morros a minha frente, imponentes, misteriosos, convidativos.
E amanheceu. Assim, um minuto era escuro e noite e no outro já estava claro. Chorei pela beleza daquilo. Me lembrei do tanto que criticávamos minha mãe, por ser chorona, mas naquela época eu não sabia que a menopausa não era de um dia para o outro, mas uma longa fase (assim me parece) em que um dos "sintomas" é a hipersensibilidade. Raramente ou quase nunca choro de triste, mas a beleza me comove. Vejo uma florzinha no asfalto e choro. Vejo um pássaro diferente e choro. Enfim...hipersensibilidade!
Depois passei só a sentir, meditando no momento, sentindo o ar, sentindo os morros, as gatas em volta, tudo. Nem sempre meditar é sentar em uma posição e ficar parada. Meditar é estar total, ali, naquele momento, limpando os pensamentos.
E agora, o sol bate douradíssimo nos montes e começa a sagrada revoada de verão. Bandos de pássaros azuis-escuro-metálico vão não sei para onde e passam rasantes na minha sacada. Benta dormita no parapeito.
Que começo de dia!
E hoje ainda tem programada uma trilha exploratória, de tarde.
BOM DIA!

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Hoje o dia está "loco de especial"! Fui pegar a receita da Mel na vet e depois molhar as plantas para um amigo que está em POA. Está um dia mágico, agradável, banhado de luz dourada...
      Não precisa estar sentada para meditar e não preciso de drogas para me "chapar" de felicidade e beleza.
      Tô iluminada hoje, eu, hein?!

      Excluir
  2. OI Cris,
    "descobri" seu blog hj, fiquei encantada~:) suas gatas são lindas..
    Sobre o post me identifiquei de cara, rs...eu sou "durona" p chorar, mas ultimamente (não tô na menopausa ainda..rs) tenho chorado com 2 extremos: o que é mto belo ou cruel, principalmente com os bichos e a natureza.
    Nunca acreditei que é preciso drogas ou bebida para ficar "chapada" e fazer viagens, a vida em si é uma viagem magnifica basta saber olhar ;)
    Tem dias que parece acordamos iluminadas mesmo..rs..senti isso essa semana quando ouvi o canto da sabiá que faz ninho todo ano no coqueiro em frente ao meu prédio...ela "some" entre outubro e fevereiro...rs...acho que sai de férias..rsrs..quando ouço o canto dela sei que está viva e bem e logo teremos outra ninhadinha de lindos pássaros nessa cidade cinza chumbo que é Sampa...
    Nouss desculpe, meu coment virou um post...rs...
    Adorei começar meu sábado com o seu blog :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, MÔnica! Seja sempre bem vinda para comentar-postar.

      Excluir
  3. Cris, acredito exatamente nisso: religar-se a Deus através da Criação;ouvir o silêncio da Natureza e perceber aos poucos o dia chegando - isso é de uma paz indescritível! A menopausa tem esse lado bom, nos tornamos mais sensíveis,sofremosàs vezes, choramos um pouco mas chorar faz bem,lava os olhos e a alma!
    Boa semana!

    ResponderExcluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!