17 de mai de 2013

Feliz Aniversário, Santa Maria - RS!

Hoje é feriado municipal, aniversário de Santa Maria. Como sempre agradeço à cidade que me acolheu, é um lugar bom de se viver, das cidades onde morei é uma das melhores, se não a melhor. Claro, como cidade do interior faltam algumas coisas e, falando a verdade, nem é por ser cidade do interior, pois conheço outras até com mais dinamicidade e recursos. 

http://img211.imageshack.us/img211/9665/03nh1.jpg

É uma cidade muito bonita, os morros que circundam metade da cidade são verdadeiras jóias de esmeraldas, imponentes e verdes. Do meu antigo apto eu via diretamente os montes, mas agora não, uma pena!

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/b/bb/Vista_de_Santa_Maria_(RS).jpg/280px-Vista_de_Santa_Maria_(RS).jpg

O melhor de uma cidade são as pessoas e, com raras exceções, o pessoal daqui é muito acolhedor. Um pequeno exemplo: estava indo para a UFSM, de lotação, meio dormindo, quando me dei conta de que não tinha dinheiro trocado, só tinha uma nota de 50. A cabeça funcionou a mil pra tentar lembrar se em SM tinha a tal lei do troco que existe em POA, que até determinada quantia o motorista ou cobrador (no caso de ser ônibus) são obrigados a dar troco. Sem saída bolei o plano, eu desço bem na entrada da universidade, pois iria dar a volta. Lá no fundão (o campus é enorme), na reitoria, a lotação para uns minutinhos e ali eu explicaria minha situação para o motorista e pediria para descer quando ele faz a volta e quase ao sair do pórtico da universidade, passa por uma farmácia, ali eu compraria alguma coisa e conseguiria o troco. Imaginei que iria quase apanhar, que o motorista iria me fuzilar com os olhos, cheio de raiva, como comumente acontecia em outras cidades. 

http://u1.ipernity.com/13/53/54/6795354.db84c16f.640.jpg

Pois bem, ele tranquilamente me disse "mas por que a senhora não tentou descer lá no início? Eu tinha troco sim". Ele me deu o troco, perguntou onde eu ia descer e sentei bem quietinha, agradecendo que o motora estava em uma dia bom, eu achava. Ele deveria estar na última viagem do dia, pois passou direto até onde eu desci e, agora vem a maior surpresa, ainda bem alegre puxa conversa sobre o dia estar bonito e ensolarado e que, tomara, continuasse assim até o domingo de dia das mães (isso aconteceu numa sexta-feira) e que faziam 4 anos e meio que ele não via a mãe dele e que, finalmente, iriam se ver naquele domingo. Resumindo: só aqui encontro gente assim e seguidamente. Gente conversadora, que dá um jeito em algum eventual problema e toca em frente. Tem gente doida e ruim? Claro! Mas em proporções mínimas.

http://wp.clicrbs.com.br/clicvestibular/files/2011/01/UFSM02.jpg
(Uma das fotos mais bonitas da UFSM. Ao fundo o Morro do Elefante, a vista é de tirar o fôlego e a subida também)

Eu não sei o que acontecerá de mim, ninguém sabe (acham que sabem nas não sabem). Se ficarei aqui, se irei para outro lugar...sei que carrego um bom sentimento sobre Santa Maria e um desejo enorme que a cidade avance, não no malfadado "crescimento econômico" que tanto destrói, mas crescimento de consciência, de ação e de mobilização para humanizar os espaços: mais praças e parques, mais bancos, mais paisagismo, mais flores, mais espaço para caminhar e bicicletar. Ver mais as gentes e não só estradas e prédios.

3 comentários:

  1. Eu fui a Santa Maria uma ou duas vezes,
    não tive tempo de conhecer melhor,
    mas aí onde moras parece ser bem agradável!
    40 anos é bastante tempo,
    se não voltares a morar, venha visitar!
    Agora no inverno vou passar mais tempo na cozinha, quero fazer aipim, lentilha e pinhão.. mesmo sem um fogãozinho a lenha igual ao da minha avó.. de onde saem as melhores comilanças hahahaha
    As visitas são sempre bem-vindas!

    ResponderExcluir
  2. Que linda cidade...dá até vontade de conhecer!!!

    Quem sabe um dia....

    Como é bom encontrarmos em nossos caminhos, pessoas tranquilamente educadas!!!

    Querida, tenha um ótimo final de semana,

    beijinhos,

    Lígia e =^^=

    ResponderExcluir
  3. Pelas fotos a cidade é linda! Eu acredito que nas cidades menores encontramos pessoas mais tranquilas que não sofrem com a correria das grandes cidades. Os carteiros daqui são muito simpáticos e amigáveis, eu confesso que frequento sempre os mesmos lugares porque assim crio uma certa amizade e me sinto bem tratada.
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir

É muito bom ler outras pessoas participando aqui mas, por favor, eu também quero comentar: retirem a verificação de palavras do blogue de vocês!
Obrigada!